Seguro

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

A mala mínima

"A sua mala deve voltar cheia de objetos que te façam reviver as experiências, não de bugigangas"- Eduardo Sona

 A cada nova viagem me questiono qual o tamanho ideal da mochila ou da mala que devo levar. Será
que vale a pena viajar carregando parte de sua casa ou com muito espaço para ocupar com objetos e coisas que te façam reviver as boas - e más - experiências ?

Nas minhas últimas experiências, notei que a mochila saindo de casa cada vez mais vazia com apenas camisetas, cuecas, sandália, kit de remédios, segunda pele e só. Minhas traquitanas eletrônicas andam ocupando cada vez mais espaço. O bom é que eu quero diminuir a mala ainda mais.

No que diz respeito aos eletrônicos, a cada ano a coisa vai ficando mais prática. Lembro que em 2009 quando passei 20 dias batendo perna na Itália, levei um notebook pesado e uma handycam leve.

Muito, mas muito melhor do que quando viajei para a Disney nos anos 90 e passei os dias carregando uma câmera VHS. Hoje, um bom celular faz o papel de computador e câmera com qualidade e praticidade. Ah, esqueci, você ainda consegue telefonar para a família.

Voltando à mala de roupas. O que fazer ? Em primeiro lugar, qualquer que seja o seu destino, sempre haverá um comércio legal com roupas diferentes, bonitas, resistentes e... baratas.

Em qualquer H&M vc acha camisetas de qualidade por 5 ou 7 euros. Se visitar a Decathlon então, é possível achar camisetas com as marcas produzidas pela loja por 2 euros. Acredite: comprei uma da marca Domyos em Paris que, mesmo após anos de máquina de lavar, está novinha !

Aí eu me pergunto: para que levar 500 mil camisetas usadas se, gastando quase nada, posso comprar algumas novinhas ?

"Você fala isso porque é homem... e nós, mulheres ?" pergunta a namorada.
A resposta é rápida: é uma oportunidade de entrar nas lojas e comprar roupas novas.
Na maioria das vezes, essa resposta funciona.

Mulheres gostam de levar roupas que combinam com sapatos, brincos, etc.

Se você é uma viajante experiente vai concordar com o que vou escrever: mais da metade do que as mulheres carregam nas malas volta intacta, dobradinha e limpa. Após despachar a mala, vai passar a viagem inteira arrastando o trambolho de rodinhas por todo lado e, quando desfazer a dita cuja vai chegar a conclusão de que levou roupas demais.

Leve o suficiente e o básico. Complemente a mala com alguns acessórios tipo "coringa"como uma segunda pele, cachecol, luvas e gorro se o seu destino faz frio. Agora, se o destino é praia, melhor ainda: camisetas e biquinis não pesam nada e ocupam pouco espaço.

Certa vez em um hostel em Roma, conversando com um brasileiro que havia feito o Caminho de Santiago de Compostela, ele disse que iniciou a jornada com uma mochila carregada de roupas. Durante a caminhada, foi percebendo de que não precisava de tudo aquilo para seguir o caminho. Na metade da jornada, sua bagagem se resumia a 2 camisetas, calção, meia e cueca. Ele preencheu o espaço vazio da mochila com a experiência.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Visitando o Valle Nevado (sem neve)


O Valle Nevado é um dos principais locais visitados pelos turistas que vão para Santiago do Chile. Mesmo sem neve, o local é lindo e vale a pena ser visitado a qualquer época do ano. Confira mais dicas no site www.travel.tv.br

CONHECENDO A VINHA CONCHA Y TORO E SUAS LENDAS


A Concha y Toro é a maior vinha do Chile, aliás, é a maior produtora e exportadora de vinhos do país, a segunda mundial em termos de área plantada e a quinta em volume comercializado no mundo.
Visitar o local é um passeio imperdível se você estiver em Santiago e é muito fácil ir de metrô.
Tome a linha 4 e desça na estação Los Mercedes. Na saída, você já terá inúmeros táxis e um ponto de ônibus. Para ir de ônibus, pegue a linha que atende o povoado de Pirque (são os microônibus azul ou celeste, como eles falam) Para retornar, os ônibus saem há poucos metros do local em direção ao metrô. É muito fácil mesmo !
As reservas para os passeios podem ser adquiridos antecipadamente pelo site www.conchaytoro.cl

sexta-feira, 29 de abril de 2016

E SE A DOR TE PEGAR DURANTE A VIAGEM ? O QUE FAZER ?

Dor de dente: ninguém merece.
Todo mundo está sujeito a sofrer um acidente ou ser "premiado" com uma bela dor de dente ou de cabeça. Uma coisa é você ter isso em casa e correr para o dentista vizinho ou telefonar para o médico amigo da família.

Outra coisa é ter uma dor dessas em um outro país, no meio de uma longa viagem.
O que fazer para previnir e o que fazer se já estiver viajando ?



Prevenção


Crédito da foto: leticialushlush.blogspot.com
Bom, a primeira coisa que faço antes de botar o pé no avião é visitar um dentista e um médico. No primeiro, vou checar se está tudo ok com meus dentes, se há alguma obturação com risco de cair ou se tem algum dente careado. Os seguros de viagem costumam cobrir emergências dentárias, mas é bom evitar.

Outra coisa que faço, já viajando, é evitar correr riscos desnecessários como comer alimentos muito duros. Prefiro passar algumas vontades do que ter que correr atrás de um dentista. Na Europa, por exemplo, os dentistas são caros e a fama não é lá essas coisas.

No caso do médico, procuro fazer uma rápida avaliação de saúde com exames de sangue e pegar dicas com os médicos como, por exemplo, quais remédios ele indicaria para levar na bagagem e suas respectivas doses.

Dor em plena viagem

Bom, no caso da dor te pegar durante a viagem, a primeira coisa a fazer é TER CALMA. Comprar medicamentos em Paris ou Londres, por exemplo, é fácil uma vez que a maioria dos remédios mais comuns tem nomes conhecidos por aqui. Porém, muitos desses medicamentos que são adquiridos no Brasil em qualquer farmácia sem receita, lá fora a coisa é diferente. Você não compra mesmo, nem chorando de dor na frente da balconista.

Aqui é que entra em ação as dicas do médico e a sua caixa de remédios. Claro que, desde que você não tenha nenhum problema mais grave de saúde, os problemas mais comuns que poderão aparecer são alergias, dores de estômago, ressaca ou alguma dor muscular.

Minha caixinha de remédios

Cada um sabe de seus problemas. Essa minha lista foi sugerida pelo meu médico. Reforço que é importante conversar com o SEU médico para montar uma lista de remédio personalizado.

- Antialérgico, antigripal, antiinflamatório, pomada para contusão e dores musculares, estomazil, epocler, termômetro, remédio para pressão, colírio, band-aid e emplasto.

Obs.: assim como no Brasil, esqueça comprar antibióticos na farmácia.

terça-feira, 19 de abril de 2016

SALVE SALVADOR (03) - A IGREJA DE OURO DO PELOURINHO

A Igreja de Ouro
UAU !
Essa é a primeira palavra que todo mundo fala - ou pensa - ao entrar na Igreja de São Francisco, a popular "igreja de ouro". O dourado intenso de sua decoração vem do revestimento de talha dourada na decoração das paredes e teto.

A igreja é um dos melhores modelos da primeira época do estilo barroco, ou colonial.

Sua construção teve início em 1708 com o lançamento da primeira pedra fundamental. Em 1713 ela é parcialmente inaugurada. Já em 1723 a construção é concluída mas a sua decoração interna prosseguiu por mais 27 anos.

Barroco legítimo.
O ingresso pode ser adquirido na entrada da igreja a um valor de R$ 5,00. O local não oferece nenhum tipo de guia (eletrônico ou pessoal).