Seguro

sexta-feira, 29 de abril de 2016

E SE A DOR TE PEGAR DURANTE A VIAGEM ? O QUE FAZER ?

Dor de dente: ninguém merece.
Todo mundo está sujeito a sofrer um acidente ou ser "premiado" com uma bela dor de dente ou de cabeça. Uma coisa é você ter isso em casa e correr para o dentista vizinho ou telefonar para o médico amigo da família.

Outra coisa é ter uma dor dessas em um outro país, no meio de uma longa viagem.
O que fazer para previnir e o que fazer se já estiver viajando ?



Prevenção


Crédito da foto: leticialushlush.blogspot.com
Bom, a primeira coisa que faço antes de botar o pé no avião é visitar um dentista e um médico. No primeiro, vou checar se está tudo ok com meus dentes, se há alguma obturação com risco de cair ou se tem algum dente careado. Os seguros de viagem costumam cobrir emergências dentárias, mas é bom evitar.

Outra coisa que faço, já viajando, é evitar correr riscos desnecessários como comer alimentos muito duros. Prefiro passar algumas vontades do que ter que correr atrás de um dentista. Na Europa, por exemplo, os dentistas são caros e a fama não é lá essas coisas.

No caso do médico, procuro fazer uma rápida avaliação de saúde com exames de sangue e pegar dicas com os médicos como, por exemplo, quais remédios ele indicaria para levar na bagagem e suas respectivas doses.

Dor em plena viagem

Bom, no caso da dor te pegar durante a viagem, a primeira coisa a fazer é TER CALMA. Comprar medicamentos em Paris ou Londres, por exemplo, é fácil uma vez que a maioria dos remédios mais comuns tem nomes conhecidos por aqui. Porém, muitos desses medicamentos que são adquiridos no Brasil em qualquer farmácia sem receita, lá fora a coisa é diferente. Você não compra mesmo, nem chorando de dor na frente da balconista.

Aqui é que entra em ação as dicas do médico e a sua caixa de remédios. Claro que, desde que você não tenha nenhum problema mais grave de saúde, os problemas mais comuns que poderão aparecer são alergias, dores de estômago, ressaca ou alguma dor muscular.

Minha caixinha de remédios

Cada um sabe de seus problemas. Essa minha lista foi sugerida pelo meu médico. Reforço que é importante conversar com o SEU médico para montar uma lista de remédio personalizado.

- Antialérgico, antigripal, antiinflamatório, pomada para contusão e dores musculares, estomazil, epocler, termômetro, remédio para pressão, colírio, band-aid e emplasto.

Obs.: assim como no Brasil, esqueça comprar antibióticos na farmácia.

terça-feira, 19 de abril de 2016

SALVE SALVADOR (03) - A IGREJA DE OURO DO PELOURINHO

A Igreja de Ouro
UAU !
Essa é a primeira palavra que todo mundo fala - ou pensa - ao entrar na Igreja de São Francisco, a popular "igreja de ouro". O dourado intenso de sua decoração vem do revestimento de talha dourada na decoração das paredes e teto.

A igreja é um dos melhores modelos da primeira época do estilo barroco, ou colonial.

Sua construção teve início em 1708 com o lançamento da primeira pedra fundamental. Em 1713 ela é parcialmente inaugurada. Já em 1723 a construção é concluída mas a sua decoração interna prosseguiu por mais 27 anos.

Barroco legítimo.
O ingresso pode ser adquirido na entrada da igreja a um valor de R$ 5,00. O local não oferece nenhum tipo de guia (eletrônico ou pessoal).

SALVE SALVADOR (2) - O COMÉRCIO POPULAR - E EXCELENTE - DA BAIXA DOS SAPATEIROS



Lembranças no atacado e varejo.
Uma opção diferente - e não menos interessante - de compras em Salvador é o comércio popular da Baixa dos Sapateiros, bairro localizado perto do Pelourinho. São muitas lojas de roupas, calçados, lembranças e sandálias Havaianas, sim, ali existe uma enorme loja só dessa popular sandália.

Começo pela loja da foto ao lado. Ela se chama "Artesanato Pai e Filho" e comercializa lembranças da Bahia no atacado e no varejo. Praticamente, tudo o que você encontra no Mercado Modelo está à venda neste lugar pela metade do preço.


Sandálias para todos os gostos.
Outra loja de destaque é o "Palácio das Havaianas", uma grande loja onde você encontra as sandálias com preços bem atraentes.

Endereços

Palácio das Havaianas
Largo de São Miguel - Bx dos Sapateiros

Artesanato Pai e Filho
Av. J.J. Seabra, 170




quarta-feira, 13 de abril de 2016

SALVE SALVADOR - (01) - PRAIA DO FORTE

Prainha do centro.
A belíssima Praia do Forte está localizada à 80 km de Salvador - rumo ao Litoral Norte -, cerca de 1h20 se você for de carro. Não se preocupe com a estrada pois a Estrada do Côco (BA099) é excelente, bem sinalizada, plana e com faixas duplas.

No caminho, apenas um pedágio para ir e um para voltar. De segunda a sexta, ele custa R$ 5,40 e nos finais de semana, R$ 8,00.

Se a sua escolha é ir de ônibus, basta sair da Rodoviária de Salvador em direção à cidade de Mata de São João. Há vários horários durante o dia. Dito tudo isso, se estiver em Salvador, não tem desculpas para ir conhecer esse paraíso.

É nessa praia que se localiza o famoso Projeto Tamar, uma entidade que cuida da preservação das tartarugas marinhas. Aliás, vou escrever um post só sobre o Tamar. Vale muito a pena conhecer esse projeto.
Há muitas piscinas naturais para aproveitar bem o dia.

Voltando à Praia do Forte, é impossível não se apaixonar pela charmosa vila e suas praias de águas mornas e transparentes. Apesar das lojas de grife, há um sem número de restaurantes com preços bem acessíveis.

Nós (eu + namorada) saboreamos um delicioso - e bem servido - peixe frito (vermelho) acompanhado de pirão, arroz, feijão tropeiro e fritas. Com as bebidas, custou R$ 94,00 no Restaurante Alquimia, na rua principal da vila.

Nosso roteiro de um dia por lá foi: Projeto Tamar, passear pela vila, almoço, praia e mais praia (a do centro, em frente à igrejinha é deliciosa). Dei 5 estrelas porque não tinha um desenho com mil estrelas...rsrs


sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

UMA DICA PARA ECONOMIZAR NOS INGRESSOS.

Versalhes em 15 vezes sem juros !!! Oba...rsrsrs
Se você, assim como eu, ama viajar e não se conforma com esse sobe e desce maluco do dólar e do euro, aqui vai uma dica para economizar e evitar sustos na hora de abrir a sua fatura de cartão de crédito.

Reforço que está muito arriscado planejar e comprar a sua viagem usando o cartão de crédito internacional, pois não é possível prever qual será a taxa usada no fechamento do cartão.

Em função disso, pesquisei uma alternativa interessante para amenizar essa questão.
Usei como base o site da Decolar.com que ultimamente vem oferecendo parcelamento em reais em até 15 vezes para os usuários dos cartões do Bradesco e do Banco do Brasil. Comparei a compra de duas atrações, o Museu da Madame Tussauds em Londres e o Palácio de Versalhes em Paris. Analise os resultados.

Palácio de Versalhes

Decolar - R$ 128,00 por pessoa em 15 vezes sem juros.

Site oficial do palácio - 18 euros, ou na cotação turismo de hoje (04/12 - R$ 4,35) - R$ 78,30, uma diferença de quase R$ 50,00

É uma diferença considerável mas você deve considerar  que a instabilidade da moeda pode ser um fator preocupante. Claro que, uma saída neste caso é comprar o ingresso na hora, mas com longas filas.

Museu de Cera de Madame Tussauds
Pense como economizar...


Decolar - R$ 163,00 por pessoa em 15 vezes sem juros e com direito à exposição Star Wars

Site oficial do museu - 23,10 libras, ou na cotação oficial de hoje (04/12 - R$ 5,67) - R$ 131,00

É uma diferença pequena que vale a pena se está planejando sua viagem com antecedência. A libra esterlina costuma ser muito alta em relação ao real, principalmente a taxa turismo.

Esse planejamento usando reais pode sair um pouco mais caro do que o habitual. O que devemos levar em conta é que é possível comprar a viagem completa parcelada em reais, sem juros.

domingo, 11 de outubro de 2015

PARIS, LONDRES OU AMSTERDAM: QUAL A MAIS ACESSÍVEL PARA OS IDOSOS E CADEIRANTES ?

Amsterdam é a cidade mais preparada para receber idosos.
Viajar em família é uma delícia, mas requer cuidados especiais principalmente quando há idosos no grupo. Muitas escadas e poucos elevadores, calçadas irregulares e raros banheiros públicos são alguns problemas que você irá encontrar ao viajar para essas 3 cidades européias.

Dessas 3 grandes cidades, a mais preparada para receber a galera da terceira idade é, com certeza, Amsterdam. Resolvi fazer um apanhado das dificuldades encontradas em cada uma delas. Vamos lá.

Paris

Embora a cidade seja linda e uma das mais visitadas da Europa, nem sempre é adequada para receber
Torre Eiffel: escadas antes do
elevador para subir.
idosos. Há diversos pontos a serem observados, entre eles, a topografia. Subidas e descidas pesadas somadas à pisos de pedras: eis uma combinação perigosa para os mais idosos.

O bairro de Montmartre é um bom exemplo. O que salva ali é o funiculare, um pequeno bonde que faz o trajeto até a Catedral de Sacreau Creux. No restante, é cansativo e complicado os mais velhinhos passearem a pé por ali. Tem que ter "perna boa" como diz a minha mãe.

A falta de elevadores para idosos e deficientes nas estações de metrô também é um problema muito sério. Isso sem contar os extensos corredores internos e escadarias. A dica é: vá de ônibus ou táxi.

Nos principais pontos turísticos como a Torre Eiffel, por exemplo, há elevadores. Mas, para acessá-los, você tem que subir algumas escadas. O mesmo acontece nas igrejas.

Quando o assunto é banheiro público, Paris é bem servido. As cabines automáticas localizadas nas praças e ruas da cidade dão conta do recado e conseguem atender a demanda.

Londres

Metrô londrino: extensos corredores, mas tem elevador
para idosos e cadeirantes nas principais estações.
Embora seja uma das principais cidades da Europa, Londres ainda peca na questão de acessibilidade.
Não são todas as estações de metrô que oferecem elevadores para idosos e cadeirantes, apenas as principais. As estações maiores e mais próximas das atrações turísticas são perfeitas nesse quesito. Há elevadores bem sinalizados, grandes e com saída diretamente para as ruas. As estações menores não oferecem esses recursos.

Outra questão importante a ser pensada ao utilizar o metrô de Londres é a dos extensos corredores que ligam uma linha à outra. A estação Green Park, por exemplo, tem elevadores sobrando mas o idoso terá que caminhar muito até chegar, por exemplo, na entrada do parque.

Uma outra atração que não é muito amiga dos idosos é o o Museu de Cera de Madame Tussaud.
Para acessar o elevador, o idoso tem que subir pelo menos uns 40 degraus. Depois de subir e começar a visita, ele terá que descer por escadas apertadas. Confesso que não descobri como os cadeirantes visitam esse local.

Amsterdam

Das 3 cidades visitadas, Amsterdam ganha de goleada quando o assunto é acessibilidade. As
Elevador para cadeirante em um prédio de Amsterdam.
facilidades começam pela topografia plana, pelas calçadas quase no nível das ruas e disponibilidade de elevadores em todas as estações de trem da cidade. Até mesmo os trans (uma espécie de metrô de superfície) são baixos e práticos para embarcar.

O acesso às estações de trem é um caso à parte: independente do tamanho e localização da estação, há sempre elevadores. Um bom exemplo é a estação da pequena cidade de Zaanse Schans, famosa pelos moinhos de vento. A estação é pequena e básica mas tem elevadores para descer da plataforma e outros para subir até o nível da rua. Até brinquei com a família dizendo que ali haviam mais elevadores do que trens.

Se sua intenção é viajar com parentes idosos, é importante se preocupar com diversos detalhes que irão facilitar a sua estadia. Localização dos hotéis e facilidades de acesso as atrações são itens que devem ser analisados com muito cuidado para evitar gastos e, principalmente dores de cabeça.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

A LOJA M&M´S EM LONDRES É PARA OS FÃS DE CHOCOLATE...E QUEM NÃO É ?

Loja deliciosa.
Eles são simpáticos, coloridos e deliciosos.
Estou falando dos M&M´s, o chocolate que é brinquedo ou brinquedo disfarçado de doce. A verdade é que esses personagens têm uma imensa loja bem no centro de Londres, bem perto da Piccadilly Circus, a rotatória mais agitada do mundo.

Na loja, além de chocolates - claro - você encontra de tudo: roupas, carteiras, brinquedos, fantasias (sim, seu filho também pode ser um M&M´s) e latas com o doce em todos os formatos. Há até a possibilidade de personalizar os M&M´s com seu nome !

São 4 andares na esquina das ruas Wardour e Leicester Square e que funciona de segunda a sábado das 9h à meia noite. Aos domingos, das 12h às 18 hs.


Te cuida Paul...
Para ir de metrô, basta descer na estação Piccadilly Circus (Piccadilly Line e Bakerloo Line) ou Leicester Square (Piccadilly e Northern Line)