Seguro

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A TORRE MÁGICA DE PARIS.

Ela é antiga mas, a cada dia, atraí mais e mais visitantes para conhecê-la. A charmosa Torre Eifell é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo. Imponente, ela pode ser vista - praticamente - de qualquer ponto de Paris.

Nos últimos anos, com o aumento do número de turistas, subir seus patamares vem se tornando uma tarefa complicada e demorada. Filas e mais filas de turistas ávidos em ver a cidade lá do alto.

Para "furar" essa fila sem cometer nenhuma gafe - ou apanhar dos mais exaltados - a dica é comprar antecipadamente o seu ingresso. Você pode optar em subir a torre toda ou ir até a metade dela. Qualquer que seja a sua escolha, foi um ótimo negócio.

A primeira parte da subida é feita em elevadores inclinados, instalados nas sapatas laterais da torre. Para quem quer economizar ou fazer um pouco de exercício, há a opção de enfrentar a subida a pé.

Do segundo pavimento até o topo, o elevador já é o convencional - e pequeno. No topo, além da bela vista, há uma lojinha que vende Champagne e taças para comemorar o momento romântico a dois ou, até mesmo, pedir a noiva em casamento.

Para adquirir o ingresso, acesse aqui: http://ticket.toureiffel.fr

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Pompéia: o retorno glorioso da cidade que parou no tempo.

O Vesúvio - quieto - ao fundo
Dia desses, andando por um shopping, me deparei com um gigantesco cartaz do filme "Pompéia", previsto para estrear em fevereiro.

Depois de retratar Roma, finalmente Hollywood volta a produzir um filme sobre essa cidade. Claro que essa produção tem um pezinho no filme "Gladiador", só que dessa vez, as lutas serão na arena de Pompéia e a cidade não ficará inteira no final.

Pompéia é um locais mais incríveis que já visitei. Ali você tem a certeza de que a natureza conseguiu fazer o tempo parar com a força do Vesúvio. Durante séculos a cidade ficou sepultada e, até hoje, ainda há muito o que se descobrir sobre ela.

É importante ressaltar que Pompéia foi uma das principais cidades portuárias do Império Romano. Sua localização, ao sul da bota, facilitava a chegada e saída dos grãos que vinham do norte da África.

O trem com destino à Pompéia saí da estação ferroviária de Nápoles. A viagem é curta, cerca de 25 minutos e a entrada desse sítio arqueológico é bem próximo da saída da estação. Não tem como se perder...

Vídeos sobre Pompéia:

Trailer do filme "Pompéia"


Mochileiro40tao em Pompéia


Os últimos Dias de Pompéia







sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

SORRIAM TURISTAS ESTRANGEIROS: VOCÊS ESTÃO SENDO ASSALTADOS !

A rádio CBN do Rio de Janeiro produziu uma matéria muito interessante sobre a diferença dos preços pagos pelos turistas estrangeiros e pelos cariocas (abaixo a matéria na íntegra).

Pela tabela ao lado, na cara dura, os estrangeiros são covardemente explorados sem dó ou piedade.
Esse é o Brasil: o país das belas paisagens e da safadeza.

Claro que essa exploração não é privilégio nossa. Coisa desse tipo também acontece no exterior, mas de forma sútil e com poucas diferenças nos preços.

Esse roubo nas praias somados aos preços absurdos cobrados nas passagens aéreas e as tarifas nos hotéis durante a Copa do Mundo já demonstram que definitivamente o país está jogando no lixo uma oportunidade de ouro que poderia transformar o Brasil numa das maiores potências turísticas do mundo.

Graças a tolerância do poder público em não fiscalizar ou barrar os abusos e a ganância típica dos comerciantes brasileiros, vamos ficar conhecidos como o país dos malandros. E, diga-se de passagem, ninguém gosta de malandragem, muito menos os estrangeiros.



     

sábado, 18 de janeiro de 2014

O primeiro monumento a gente nunca esquece.

Parafraseando a propaganda: o primeiro monumento histórico a gente nunca esquece.
Cheguei em Roma em fevereiro de 2010. Foi o meu primeiro mochilão pela Itália, país que durante muito tempo fez parte dos meus sonhos e, garanto, de muitas outras pessoas.

Sempre fui apaixonado pela história da Roma Antiga, mas entre os principais monumentos históricos da cidade, o preferido sempre foi o Coliseo.

Mesmo andando de metrô, resolvi não descer na estação Coliseo, cuja porta de saída dá de cara com a gigantesca obra. Desci perto da Piazza Del Popolo e fui andando pela via del corso até a Piaza Venezia. Dalí, peguei a esquerda e pronto: estava perto do Coliseo.

Não vou entrar na importância histórica dele até porque o assunto rende muito. Apesar das inúmeras outras arenas romanas espalhadas pela Europa, o Coliseo é o que mais chama a atenção pela sua dimensão e importância para o Império.

Dica: compre um pacote do Roma Pass. Além de compensar financeiramente, você evita as enormes filas de turistas.  Há uma entrada exclusiva para os portadores desse passe.

Quanto à emoção de ver ao vivo um "ídolo" da infância, confira a visita no vídeo abaixo...