Seguro

sábado, 27 de julho de 2013

O sofrimento anunciado dos peregrinos da JMJ 2013


A Jornada Mundial da Juventude 2013 entra em sua reta final. Neste sábado e domingo acontecem a vigília e a missa de despedida. Foi uma semana de festas, músicas, orações, homilias históricas do Papa Francisco, porém, de muita paciência para os jovens peregrinos.

Como já era previsto, inúmeros problemas de organização marcaram o evento. Logo na chegada à cidade, o Papa já ficou preso em um congestionamento. Desorganização na entrega dos kits, das acomodações dos peregrinos e, nesta última quarta-feira, a troca do campo da fé de Guaratiba para a Praia de Copacabana. Conversei com minha amiga Leila, que mora no Rio de Janeiro e acompanhou e ajudou inúmeros jovens a se safar de algumas roubadas. 

Pedi à ela, um texto dando sua opinião sobre a infra-estrutura da cidade para sediar grandes eventos. Segue o texto:

"O Rio não passou no teste nem de longe, simplesmente horrível. Tudo fake. Hoje mesmo, estávamos no ponto de ônibus junto com dois grupos de peregrinos e passaram 3 ônibus vazios e NENHUM parou mesmo a gente quase se jogando na rua, Metrô: não dá vazão, os atendentes são mal humorados, não respondem as perguntas dos peregrinos sobre trajeto nem em português, mal humorados. 
A polícia torcendo para dar tudo errado e infiltrando seus agentes nos quebra quebras não para investigar mas para quebrar também e tumultuar. Sistema de transporte dos jornalistas estrangeiros: o motorista do ônibus dos jornalistas não foi orientado, era um mané total, que sequer conhecia o centro do Rio e se perdeu ou foi proposital e fez com que os jornalistas perdessem a cobertura da missa do Papa com os jovens argentinos. 
Boa parte dos restaurantes que se cadastraram para aceitar os tickets refeição peregrinos decidiram não aceitar os tickets ou sequer abriram as portas. A grande sorte para que o evento não fosse um fracasso total é que os jovens são muito tolerantes, tem uma fé incrível e o Papa é muito carismático. 
Eu que cedi minha casa para hospedar peregrinos ate 3 dias depois do inicio da semana da JMJ , as voluntárias não tinham conseguido localizar as jovens que ficariam em casa nem pelo nome nem por e-mail. Haviam residências com lugares sobrando e a falta de organização fez com que os coitados dos jovens neste frio danado que esta fazendo no Rio ficassem hospedados em colégios (salas de aula) com apenas 1 chuveiro para mais de 300 jovens, e além de tudo, apenas com agua fria. Enfim, um absurdo."

Outro exemplo de desorganização aconteceu mesmo antes do ínicio do evento. Os jovens da cidade de Louveira viajaram às escuras, pois a organização não informava para onde eles deveriam se hospedar. A resposta só um dia antes da partida do ônibus e após inúmeros telefonemas para o Rio de Janeiro.

Como a Leila comentou, o evento só não descambou porque os jovens foram pacientes e levaram tudo numa "boa". Agora imagino se o mesmo acontecerá com a Copa do Mundo ? De acordo com o Ministério do Turismo, o público que virá para os jogos da copa é formado por homens, adultos, solteiros, com dinheiro e que gostam de tomar umas cervejas antes, durante e depois dos jogos. Será que esses torcedores irão ter a mesma paciência ?

Suffering announced Pilgrims JMJ 2013

The JMJ 2013 enters its final stretch. Take place on Saturday and Sunday vigil Mass and farewell. It was a week of festivities, music, prayers, homilies of Pope historical Francisco, however, a lot of patience for the young pilgrims.

As expected, numerous organizational problems marked the event. Upon arrival to the city, the Pope has got stuck in a jam. Disruption in the delivery of kits, the accommodation of pilgrims, and this last Wednesday, the exchange field of faith Guaratiba to Copacabana Beach. I talked with my friend Leila, who lives in Rio de Janeiro and accompanied and helped countless young people to get away with some stolen.

I asked her a text giving his opinion on the infrastructure of the city to host major events. Following is the text:

"Rio has not passed even remotely, just awful. Fake Everything. Just today, we were at the bus stop with two groups of pilgrims and spent three empty buses and NO we almost stopped even playing in the street, Metro: does not flow, the attendants are grumpy, do not answer the questions on the pilgrims path or in Portuguese, grumpy.
Police hoping to be all wrong and their agents infiltrating breaks in the break not to investigate but also to break and disrupt. Transport system of foreign journalists: the bus driver was not driven by journalists, was a complete moron who even knew the heart of Rio and was lost or purposeful and meant that journalists lose their coverage of the Mass with the Pope young Argentines.
Much of the restaurants that have signed up to accept meal tickets pilgrims decided not to accept the tickets or even opened the doors. Great luck for the event was not a total failure is that young people are very tolerant, have incredible faith and the Pope is very charismatic.
I gave in to my house to host pilgrims until three days after the start of the week of WYD, the volunteers had failed to locate the young people who would be at home either by name or by email. Had residences with spots left and the lack of organization made the bastards of young people in this damned cold to stay in Rio doing staying in schools (classrooms) with only one shower for more than 300 young people, and above all, with only cold water. Anyway, absurd. "

Another example of disorganization happened even before the beginning of the event. The young city of Louveira traveled in the dark, because the organization did not report where they should stay. The answer just one day before the departure of the bus and after numerous phone calls to Rio de Janeiro.

As Leila said, the event not only toppled because young people were patient and took it all in "cool". Now I wonder if the same will happen with the World Cup? According to the Ministry of Tourism, the public will come to the games of the canopy is formed by men, adults, singles, and with money who like to have a few beers before, during and after games. Do these fans will have the same patience?

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Dólar em alta e compras em baixa…

Em Londres, compre um cartão desse para economizar
no transporte público.

Pois é, pelo jeito, as preces da Presidenta Dilma foram ouvidas. Conseguiram dar uma brecada nas viagens e compras internacionais dos brasileiros. Com o dólar e outras moedas estrangeiras em alta, o brasileiro teve que repensar seus sonhos de conhecer as terras distantes além mar. As principais agências de viagens até que conseguiram salvar um bom volume de viagens congelando o dólar abaixo dos 2 reais nos pacotes e nas passagens aéreas. Mas, ao turista, sobrou a dura missão de segurar os gastos com o cartão de crédito. Meus queridos viajantes, nem tudo está perdido. Aí vão algumas dicas para economizar o seu rico dinheirinho e não matar o seu passeio.

Transporte público:
ao contrário do Brasil, em qualquer país da Europa ou dos Estados Unidos você pode andar tranquilamente de metrô ou ônibus. A maioria das grandes cidades européias possuí um sistema de transporte excelente e que te levará para todos os lugares, evitando andar de táxi. Uma outra dica importante são os bilhetes únicos para vários dias. Esse bilhete é voltado para turistas e você vai economizar muito.
Em Londres, por exemplo, você adquire em qualquer bilheteria do metrô um ticket pré-pago que poderá ser reabastecido a qualquer momento. Além disso, há pacotes de vários dias com desconto e, com esse mesmo ticket, será possível andar de ônibus também.

Translado do Aeroporto:
ao desembarcar em qualquer aeroporto europeu você terá inúmeras opções para ir para a cidade. Claro que o táxi é a opção mais cara. Alguns aeroportos possuem terminais interligados à linha de metrô e, todos, sem excessão, tem ônibus direto para o centro da cidade. Essa é a opção mais em conta. Em Roma, por exemplo, a saída dos ônibus é na rua lateral da Estação Roma Termini. Em Milão, na Itália, a mesma coisa. Para você ter uma idéia, uma corrida de táxi do Aeroporto de Lisboa até o Cais do Sodré custará por volta de 30 euros. A mesma viagem de ônibus, 6 euros.

Alimentação:
almoçar ou comer algum lanche próximo aos pontos turísticos sempre foi e será mais caro. Uma garrafa de água, que no mercado custará 50 centavos de euro, ao lado do Coliseo, em Roma, custará 2 euros. Um lanche comprado e montado no mercado custará a metade do preço do mesmo lanche saboreado ao lado da Torre Eifell. Pode parecer pouco, mas se você somar a economia obtida em todos os dias da viagem, o valor economizado será significativo. Nas minhas viagens dou preferência para os passeios e por experimentar novidades nos mercados. Costumo tomar um bom café no albergue, comprar minha garrafa de água no mercado e, durante a caminhada parar nas lojas e mercados para comprar chocolates, bolachas, salgados, etc. Depois de muito andar, costumo fazer a refeição no final do dia. 

Ingressos:
uma coisa legal que descobri é que, em muitos museus, jornalistas não pagam ingressos. O mesmo vale para professores e outros profissionais das áreas de comunicação, educação e turismo. Vale a pena ler detalhadamente as placas de orientação instaladas na entrada desses locais.

Compras:
acredite: todas as grandes cidades têm a sua Rua 25 de março. Além dessas lojas populares, há inúmeros outlets (lojas de fábrica) com ofertas tentadoras. Em Lisboa, por exemplo, há o Free Port, um dos maiores outlets da Europa. Em Paris, a região da Montmartre também tem coisas interessantes e de baixo custo. Claro que não são roupas de grife ou objetos caros, mas dependendo do interesse, boas lembranças poderão ser adquiridas nesses locais.

Supermercado:
Uma coisa é você encarar a viagem como turista. A outra é procurar, por alguns dias, vivenciar o dia-a-dia da cidade como um morador. Nessa mudança você poderá fazer uma bela economia. Supermercados podem ser encontrados em todos os lugares e não é raro, você tropeçar em marcas conhecidas como Walmart e Carrefour. Em Londres, a rede mais popular é a Tesco. Enfim, inclua o supermercado no seu roteiro pois nesses lugares você encontrará uma série de produtos com preços muito bons: chocolates, roupas, vinhos, etc.

terça-feira, 2 de julho de 2013

Videopostagem do dia: Pelas ruas de Roma...


Roma sempre foi "a cidade". Desde o poderoso Império Romano, Roma sempre atraiu pessoas de todos os lugares do mundo. Neste vídeo, vamos dar um giro rápido por alguns pontos interessantes da cidade.

 

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Chegou o frio ! Que tal conhecer Gramado ?

Hortênsias pelo caminho...

Oficialmente já estamos no inverno. Frio, chocolate quente, cobertor e viagens, claro. Se for para um local especial como Gramado, cidade localizada na Serra Gaúcha, melhor ainda. Ir pela primeira vez para a cidade dá a sensação de se estar em alguma pequena cidade européia. Limpa, bonita e bem cuidada em todos os sentidos, Gramado é a jóia das cidades turísticas do Rio Grande do Sul. 
São inúmeras as opções de passeio na cidade: das compras à gastronomia, você não consegue sair de lá sem uma sacola ou um pacote embaixo dos braços.

A beleza do passeio começa com os quilômetros de hortênsias que decoram a estrada na chegada da cidade. Passando o portal - o mais conhecido é o localizado na Entrada Via Nova Petrópolis - , o turista já observa inúmeros restaurantes típicos e hotéis à disposição. Chegando na avenida principal, a Borges de Medeiros, o turista estará no principal centro de compras. Nessa mesma avenida, você terá acesso à inúmeras atrações turísticas como a Igreja de São Pedro, o Palácio dos Festivais (onde acontece o Festival de Cinema de Gramado), a Rua coberta entre outros atrativos.

Gramado é considerado o terceiro destino mais desejado pelos turistas brasileiros graças a sua beleza, clima, comida e simpatia do povo. Assim como Gramado, as demais cidades vizinhas se prepararam para o turismo. A dica é visitar também as cidade de Nova Petrópolis e Canela. Esta última, praticamente colada.

Alguns locais imperdíveis em Gramado:

Pórtico (Entrada Via Nova Petrópolis)
Localizado na entrada de Gramado, sua construção é em estilo bávaro, visando dar boas vindas aos visitantes. Além de ser uma bela construção, possui jardins bem cuidados e floridos, encantando os visitantes que sempre procuram, através da fotografia, obter uma lembrança de Gramado.
Belvedere – Vale do Quilombo
Paisagem que se descortina diante dos olhos do expectador, mostrando o quanto Gramado é privilegiada e dotada pela natureza. 
Palácio dos Festivais – Cine Embaixador
Sede de exibição dos filmes participantes do Festival de Cinema de Gramado – cinema latino e brasileiro. No período do evento recebe artistas consagrados dos mais distintos lugares do mundo e lança no mercado filmes de curta, média e longa metragem, que concorrem ao “Kikito”.
Rua Coberta
Cenário de eventos e apresentações, a Rua Coberta, que liga a Av. Borges de Medeiros e a Rua Garibaldi, é mais uma ótima alternativa em compras e gastronomia para o turista, principalmente em dias de chuva.
Casa do Colono   
Na Casa do Colono, você encontra produtos típicos produzidos no interior da cidade.
Lago Negro
Inicialmente chamava-se Vale do Bom Retiro. Após um incêndio que arrasou a imensa mata existente na região, Leopoldo Rosenfeldt construiu o lago, decorando suas margens com árvores importadas da Floresta Negra da Alemanha, daí seu nome, Lago Negro. Suas águas são profundas e de um verde escuro carregado, refletindo o alto dos pinheiros que se alternam com o colorido das azaléias no inverno e o azul das hortênsias no verão. Por toda sua margem existe um passeio florido, podendo-se andar a pé ou de bicicleta. Porém a maior atração fica por conta dos pedalinhos, que dão ao lago um alegre e movimentado colorido.
Museu do Chocolate
A Prawer oferece ao turista uma visita de lazer e cultura sobre o mundo do chocolate. Além da história da Prawer, a primeira fábrica de chocolate caseiro do Brasil, você pode conhecer elementos históricos e curiosidades sobre o cacau, fabricação e consumo do chocolate.
Dreamland- Museu de CeraO Museu de Cera Dreamland, em Gramado, é o primeiro projeto do gênero a apresentar ícones do cinema e da cultura pop em toda America Latina. Mais de 50 astros do cinema e personalidades distrbuídos em 18 cenários temáticos. 
Mini-mundo Criado pela família Höppner em 1981, representa a fantasia de uma cidade em miniatura, ao estilo Legoland, Dinamarca. Mostra réplicas de um mundo imaginário e criativo.
Mundo Encantado
Visite-nos e volte no tempo, conheça a vida dos pioneiros de nossa terra. Parque temático com miniaturas em movimento, mostrando a arquitetura, o modo de vida das pessoas e toda a beleza natural de nossa região no começo da colonização.
Na semana que vem, vou falar sobre as cidades vizinhas de Gramado: Nova Petrópolis e Canela.
Para mais informações sobre Gramado, acesse www.gramado.rs.gov.br