Seguro

sexta-feira, 29 de abril de 2016

E SE A DOR TE PEGAR DURANTE A VIAGEM ? O QUE FAZER ?

Dor de dente: ninguém merece.
Todo mundo está sujeito a sofrer um acidente ou ser "premiado" com uma bela dor de dente ou de cabeça. Uma coisa é você ter isso em casa e correr para o dentista vizinho ou telefonar para o médico amigo da família.

Outra coisa é ter uma dor dessas em um outro país, no meio de uma longa viagem.
O que fazer para previnir e o que fazer se já estiver viajando ?



Prevenção


Crédito da foto: leticialushlush.blogspot.com
Bom, a primeira coisa que faço antes de botar o pé no avião é visitar um dentista e um médico. No primeiro, vou checar se está tudo ok com meus dentes, se há alguma obturação com risco de cair ou se tem algum dente careado. Os seguros de viagem costumam cobrir emergências dentárias, mas é bom evitar.

Outra coisa que faço, já viajando, é evitar correr riscos desnecessários como comer alimentos muito duros. Prefiro passar algumas vontades do que ter que correr atrás de um dentista. Na Europa, por exemplo, os dentistas são caros e a fama não é lá essas coisas.

No caso do médico, procuro fazer uma rápida avaliação de saúde com exames de sangue e pegar dicas com os médicos como, por exemplo, quais remédios ele indicaria para levar na bagagem e suas respectivas doses.

Dor em plena viagem

Bom, no caso da dor te pegar durante a viagem, a primeira coisa a fazer é TER CALMA. Comprar medicamentos em Paris ou Londres, por exemplo, é fácil uma vez que a maioria dos remédios mais comuns tem nomes conhecidos por aqui. Porém, muitos desses medicamentos que são adquiridos no Brasil em qualquer farmácia sem receita, lá fora a coisa é diferente. Você não compra mesmo, nem chorando de dor na frente da balconista.

Aqui é que entra em ação as dicas do médico e a sua caixa de remédios. Claro que, desde que você não tenha nenhum problema mais grave de saúde, os problemas mais comuns que poderão aparecer são alergias, dores de estômago, ressaca ou alguma dor muscular.

Minha caixinha de remédios

Cada um sabe de seus problemas. Essa minha lista foi sugerida pelo meu médico. Reforço que é importante conversar com o SEU médico para montar uma lista de remédio personalizado.

- Antialérgico, antigripal, antiinflamatório, pomada para contusão e dores musculares, estomazil, epocler, termômetro, remédio para pressão, colírio, band-aid e emplasto.

Obs.: assim como no Brasil, esqueça comprar antibióticos na farmácia.