Seguro

domingo, 28 de novembro de 2010

Quando voar pode ser prejudicial a saúde.

Na semana passada, o Conselho Federal de Medicina lançou um manual para médicos, passageiros, agências de viagem e companhias aéreas sobre os prejuízos das viagens aéreas para a saúde.
De acordo com o documento, a combinação entre voos e algumas doenças muitas vezes é perigosa.
E o assunto é muito sério: para se ter uma idéia em 2008 foram registrados no Brasil 80 casos de morte súbita em voos.
Na lista de passageiros que não devem viajar de avião estão as pessoas com infecções pulmonares contagiosas, como tuberculose ou pneumonia. Também podem ser incluídas nessa lista as pessoas com quadro grave de asma brônquica e os portadores de doenças cardiológicas graves como insuficiência cardíaca.
Algumas dicas úteis do Manual:

Gestantes: mulheres que apresentam dores e sangramento não devem embarcar. Depois do parto normal não há restrições.

Epilepsia: a maioria pode viajar, desde que esteja sob medicação. Quem sofre crises frequentes deve viajar acompanhado.

Durante o voo: pessoas que enjoam devem evitar ingerir líquidos em excesso, comida gordurosas e refrigerantes e procurar assentos próximo das asas.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo.