Seguro

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Por que o celular mundial é o cara ?

A cada dia, comunicar-se de um país para o outro vem sendo facilitado com as ferramentas e novos aplicativos além dos consagrados e tradicionais Skype e MSN. Em todos esses casos, essas ferramentas necessitam, prioritariamente, de uma conexão com a internet.

Quem já mochilou pela Europa, por exemplo, sabe que nem tudo é lindo e maravilhoso em termos de internet wi-fi. Mesmo sendo paises de primeiro mundo, em muitos lugares a velocidade da internet deixa a desejar ou não está totalmente disponível para uso.

Já passei por momentos complicados onde não havia wi-fi na estação de trem que eu estava e precisei andar por mais de meia hora com uma mochila de 20 quilos nas costas atrás de uma lanhouse, isso na cidade de Florença, uma das mais importantes da Itália. Outra situação complicada foi quando, estando na França, precisei ligar para a minha operadora de cartão de crédito aqui no Brasil.

Todos esses perrengues seriam facilmente resolvidos, em minutos, se eu tivesse um celular em mãos. Infelizmente, levar o seu celular brasileiro para passear na Europa é o mesmo que dar um cheque em branco para a operadora de telefonia: você nunca saberá o tamanho do susto que terá ao abrir a sua conta de telefone.

Foi analisando essas situações que vivenciei e outras inúmeras histórias relatadas por mochileiros e turistas que resolvi pesquisar e lançar o celular mundial. Algumas pessoas me questionam quais seriam as vantagens de um celular como este em relação aos aplicativos disponíveis para os smartphones, por exemplo. A resposta é simples e direta: mobilidade e praticidade.

Como disse no ínicio da postagem, para usar os aplicativos você deverá estar conectado, ou seja, dependendo da situação e da necessidade, você terá que se desdobrar e achar um café, restaurante ou albergue para se conectar. Já como celular mundial você estará constantemente conectado à rede GMN - Global Mobile Network, ou rede mundial de celulares. E, isto, faz uma grande diferença.

Além disso, tirando os turistas mais jovens, os viajantes de meia idade nem sempre tem essa intimidade toda com os computadores e preferem utilizar algo mais amigável como é o aparelho de celular.
Em breve, vamos transcrever os relatos de brasileiros que viajaram e estão viajando com o celular mundial.


Why the mobile world is the guy?


Every day, communicating from one country to another has been made easier with new tools and applications beyond the traditional religious and Skype and MSN. In all these cases, these tools require primarily an internet connection.

Who has traveling  Europe, for example, knows that not everything is beautiful and wonderful in terms of wi-fi. Even first world countries and in many places the internet speed is weak or not fully available for use.

I've been through difficult times where there was no wi-fi at the train station I was and had to walk for half an hour with a 20 kg backpack on his back behind a cafe, that the city of Florence, one of the most important Italy. Another situation was complicated when, being in France, I had to call my credit card provider in Brazil.

All these perrengues would be easily solved in minutes if I had a cell phone in hand. Unfortunately, take your phone to Brazilian touring in Europe is like giving a blank check to the telephone: you'll never know the size of the shock that will open your phone bill.

Was analyzing these and other situations that I have experienced countless stories reported by backpackers and tourists who decided to research and launch the mobile world. Some people question me what are the advantages of a phone like this in relation to applications available for smartphones, for example. The answer is simple and straightforward: mobility and convenience.

As I said at the beginning of the post, to use the applications you must be connected, ie, depending on the situation and need, you will have to unfold and find a cafe, restaurant or hostel to connect. Already mobile world as you will be constantly connected to the network GMN - Global Mobile Network. And it makes a big difference.

Moreover, taking tourists younger, middle-aged travelers do not always have that intimacy with all the computers and prefer to use something more friendly as the device is mobile.
Soon, we will transcribe the reports of Brazilians who have traveled and are traveling with the mobile world.