Seguro

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Em Roma eu perdi meu chapéu...

Esse era o cara. Quem achar, favor devolver !

Como disse no outro post, perdi meu chapéu assim que cheguei em Roma. O restante da viagem, terei que filmar com o velho e bom gorro de lã preta. Algumas considerações sobre a cidade de Roma. 
Ela continua atraindo turistas de todo o mundo, especialmente o asiático. Japoneses e chineses andam em grupos gigantescos pelas ruas com suas giganstecas câmeras fotográficas e suas gigantescas lentes penduradas no pescoço. A impressão que se dá é que todos os fotógrafos profissionais da China e do Japão resolveram fazer uma excursão para a cidade... e no mesmo dia e hora !
Fiquei analisando a situação e a única conclusão que cheguei é que câmera fotográfica com lente gigante deve ser extremamente baratas nesses paises. Ao nascer, alguma tia ou tio dá de presente pro menino uma Nikon ou Canon último tipo !
Ainda sobre a cidade. O atendimento aos turistas - de qualquer raça, credo ou país - continua ruim demais. A má vontade em atender os turistas parece ser uma regra que quase todos os italianos fazem questão de seguir à risca. Bar, metrô, ruas, enfim, em todos os lugares você é friamente recebido e é logo despachado.
Conversando com alguns portugueses e italianos, todos foram unânimes em dizer que quem está  gastando e dando um gás no turismo desses paises são brasileiros. A Europa como todo passa por uma forte crise, os brasileiros estão viajando e gastando adoidados nos paises europes, mas, mesmo assim, os caras insistem em manter o nariz para cima com ares de superioridade, com exceção à Portugal, onde há uma atenção especial para com os brazucas.
O jeito é não se estressar e fazer o mesmo , ou seja, levantar o nariz e peitar quem te tratar mal. 
Respeito é bom e todo mundo gosta.