Seguro

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Quer ficar sem cartão de crédito na Europa ? Compre no site da Eurostar !

Por pouco eu não chego...

Embora aparentemente o problema esteja solucionado, é meu dever de comunicador relatar o que aconteceu durante uma frustada, desgastante e cara tentativa de comprar uma passagem de trem pelo site da www.eurostar.com
Depois de melar a ida pro Egito, mudei o curso da viagem e fui para as cidades de Assis e Verona, na Itália. Em Verona, decidi colocar o planejamento em ordem e decidi comprar a passagem de trem entre Paris e Londres pelo site da Eurostar, empresa que opera essa linha de trens de alta velocidade.
Tentei a primeira vez. Mensagem de que a compra não tinha sido autorizada pelo meu cartão. Achei que tinha errado algo e fiz uma segunda tentativa, com a mesma resposta. Deixei para resolver isso no dia seguinte já em Paris. No hostel, logo depois de minha chegada, fiz mais 2 tentativas de compras e nada. Sempre a mesma resposta. No dia seguinte, fui direto a Gare du Nord – estação de partida do TGV – e acabei comprando a passagem direto na máquina. Alias, esqueça de comprar pelo site: é mais caro do que você comprar direto na máquina (124 euros contra 113 euros).
No mesmo dia, recebo a resposta do meu gerente informando que EU HAVIA COMPRADO 4 PASSAGENS DE TREM ! E o mais pertubador: comprei 2 com apenas 3 minutos de diferença no dia 09/02 e, no dia seguinte, mais 2 com apenas 1 minuto de intervalo ! Nem precisa dizer que a casa literalmente caiu, afinal, numa tacada só, o saldo do cartão ficou zerado.
Ainda bem que o coração está ótimo, pois faltou pouco para enfartar. A partir daí começa o desespero para tentar falar com alguém do atendimento do cartão de crédito Bradesco. Com a ajuda da minha irmã em São Paulo, contactamos o cartão e tentar descobrir algum número de apoio à clientes na Europa. O número eu não descobri, mas aprendi agumas coisas importantes:
- O cartão Bradesco Mastercard não tem nenhum número de ajuda ou atendimento fora do Brasil;
- Não há emails de contato e nem 0800s da vida pra te socorrer. Resta você ficar mandando e-mail para a família e gerentes amigos;
- A solução que encontrei foi a de comprar um chip pré-pago com crédito, emprestar o telefone do meu amigo Marcão – obrigado pela força ! – e ligar para o fale fácil (?) Bradesco.
- Mesmo você falando que está em Paris, sem dinheiro, embaixo de chuva e sem muitos créditos para falar, a atendente ainda me deixou esperando e com musiquinha e tudo. Depois de um tempo, ela falou que era eu quem deveria resolver esse problema com o site. Ou seja, se vira mano, descasca sozinho pois o abacaxi é seu !
Enquanto isso no Brasil, irmãs e gerentes tentando resolver da melhor forma essa confusão. Aqui, eu andando por Paris com um cabeção do tamanho de uma melancia tentando achar uma solução para essa encrenca. Até a Torre Eiffel se inclinava quando eu ia para um lado e pro outro em cima dela.
Fui no domingo cedo na Gare du Nord e falei com a atendente. Ela me passou um número do site para ligar na segunda. Na segunda de manhã, lá estava eu com mochila e tudo no escritório da Eurostar falando com o gerente e explicando o que ocorreu.
Aprendi mais algumas coisas:
1 - Aqui cada um faz o seu e dane-se o problema do outro. O gerente quis me jogar para um telefone público onde eu teria que pagar a ligação para falar com o site. Dei uma engrossada e em poucos minutos, ele me emprestou o telefone. Brasileiro pode ter  fama de bonzinho, mas as vezes, não custa nada mostrar os dentes;
2 – Serviço de call center é ruim em qualquer parte do mundo. Após ficar pendurado por 15 minutos, fui finalmente atendido. De novo, relatei tudo o que ocorreu. A moça pediu desculpas e disse que iria reembolsar os créditos, mas isso levaria pelo menos 3 dias;
3 – Se fizer cara de tadinho e pedir com jeitinho você consegue umas coisas extras com todo mundo. Pois é, apelei para a caridade e o bom coração da mocinha do balcão – Alice - da Eurostar que me ajudou a escrever, traduzir e resolver o que a Sarah tentava dizer do outro lado da linha.
Pra resumir a conversa, o crédito volta ainda nessa semana e as coisas seguem seu curso. Mas, fiquei com muitas dúvidas que gostaria que a Eurostar e o cartão Mastercard Bradesco me respondesse:
- Como um site importante como o da Eurostar opera com essa falha ?
- Como um cartão de crédito internacional gold não tem suporte no exterior ?
- Quem vai arcar com as minhas despesas extras e preocupações que tive nesse episódio ?
- Como um cartão de crédito aprova compras sequenciadas do mesmo produto, no mesmo dia e na mesma hora ? Cadê a segurança do cartão ?
- Eu ainda me viro com o inglês meia boca. Agora,  como um turista que não fala inglês se viraria nesse episódio sem a ajuda do cartão ?
Com a palavra, o cartão Bradesco e a Eurostar.