Seguro

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Perdi meu chapéu !

Ele também já perdeu seu chapéu.
Só foi chegar em Roma para que o meu chapéu resolveu se perder. Após encontrar 2 mineiros no avião e dividir o taxi até o centro da cidade, estava ansioso para chegar logo no hostel. O taxi parou e entrei voando porta adentro, dando de cara com um elevador daqueles bem antigos,  tipo gaiola onde você vê as estruturas metálicas subindo ao seu redor.
Pra variar e não perder o costume, desci no andar errado embora eu  juro que tinha apertei o botão 6. Desci 2 andares acima e, ao sair do elevador, um anjo gritou: Eduardo, aqui embaixo !
Na hora, achei que tivesse ouvido errado mas, para minha sorte, era a Renata, a atendente do hostel, uma brasileira do Paraná que está morando e estudando em Roma.
Entrei porta adentro, conversamos, paguei e fui tomar um banho. Aí sim, foi perceber que o meu chapéu tinha ficado dentro do taxi.
Minha esperança é de que o taxista venha trazer de volta. Mas, se for levar em conta que um chapéu protege e aquece uma cabeça sem cabelos, tenho a certeza de que nunca mais irei encontrá-lo. Por isso não gosto de carecas !